Digite o código para ir direto ao produto

Notícia

Furukawa apresenta ao mercado o novo cabo LAN ITMAX 40G Categoria 8

25/08/2017

Cabo LAN ITMAX 40G cat.8 - site

A Furukawa, pioneira em produtos para soluções em cabeamento estruturado no Brasil, está apresentando ao mercado o novo cabo LAN ITMAX 40G Categoria 8, destinado a atender data centers de alta performance, de acordo com as mais rigorosas especificações internacionais.

A Furukawa desenvolveu o cabo de cobre Categoria 8 utilizando equipamentos de última geração e materiais especiais para atender à mais alta categoria para esse tipo de cabeamento . O produto é constituído de condutores de cobre com bitola 22 AWG e possui blindagem individual entre os pares, além da blindagem global (F/FTP), de modo a reduzir os efeitos de interferência eletromagnética e garantir excelentes resultados de diafonia para cabeamento estruturado.

“O cabo balanceado possui um desempenho excepcional para frequências de até 2 GHz. Foi projetado para atender aos requisitos severos da mais alta categoria para cabos com condutores de cobre, possuindo a certificação ETL verified”, explica Leonel Rodrigues, engenheiro de produto para Cabeamento Estruturado da Furukawa.
O cabo ITMAX 40G Categoria 8 da Furukawa é recomendado para data centers de alta performance que necessitam de transmissões de 25 ou 40 Gbit/s, suportando as aplicações Ethernet 25GBASE-T ou 40GBASE-T, respectivamente. De acordo com a norma ANSI/TIA-568-C.2-1, o cabo categoria 8 é limitado a instalações de até 30 metros, em canal com duas conexões utilizando conectores RJ-45, permitindo a interoperabilidade e compatibilidade com as categorias anteriores (CAT.5e, 6 e 6A).
Disponível na versão LSZH (Low Smoke Zero Halogen), o cabo é retardante a chama (conforme IEC 60332-3), possui compostos não halogenados, apresenta baixa emissão de fumaça e não gera gases tóxicos, em caso de incêndio. Além disso, o produto está alinhado com as ações de sustentabilidade promovidas pela Furukawa, por intermédio do programa Green IT e de certificados ambientais.

0 Comentários

Comentar